|

GOVERNANCA_DO_GRUPO_DE_ARTICULAÇAO

COMPARTILHE:

HOME / O SIMPACTO / GOVERNANÇA DO GRUPO DE ARTICULAÇÃO PRÓ-SIMPACTO (GAS)

O SIMPACTO

GOVERNANÇA DO GRUPO DE ARTICULAÇÃO PRÓ-SIMPACTO (GAS)

O Grupo de Articulação Pró-Simpacto (GAS) reúne atores da esfera pública e privada de todo o Brasil, com o propósito de promover um ambiente institucional e normativo favorável para o desenvolvimento de Investimentos e Negócios de Impacto (INIs) no Brasil.

É uma rede informal de pessoas e organizações instituída em novembro de 2022, conforme manifesto assinado por seus integrantes iniciais.

OBJETIVOS DO GAS

Para cumprir seu propósito, o GAS tem como objetivo a criação do Sistema Nacional de Investimentos e Negócios de Impacto (Simpacto), em linha com a proposta de referência resultante do ciclo de oficinas “Rumo ao Simpacto” realizado pela Enimpacto, em parceria com a Escola Nacional de Administração Pública (Enap) de outubro/2021 a maio/2022.
Para esse fim, o GAS tem como objetivos imediatos:

  • A implementação e uso da plataforma online pró-Simpacto (www.simpacto.org.br), destinada à captação e compartilhamento de informações entre os integrantes do ecossistema brasileiro de investimentos e negócios de impacto;
  • A promoção, em 2023, de um Encontro Nacional visando a mobilização de atores, a geração e troca de conhecimentos e a criação de consensos e formas de cooperação entre pessoas e organizações, públicas e privadas, interessadas na criação do Simpacto, nos diversos Estados e Municípios engajados e, também, em nível federal;
  • O acompanhamento de processos legislativos e regulatórios, em nível nacional e subnacional, relacionados, direta ou indiretamente, à constituição do Simpacto; e a mobilização de recursos materiais, financeiros, técnicos e humanos necessários à realização dos demais objetivos acima.
  • Em sua atuação, o GAS busca sempre o alinhamento e colaboração com as diretrizes da Estratégia Nacional de Investimentos e Negócios de Impacto (Enimpacto), especialmente quanto a:
  • Harmonização conceitual, metodológica e regulatória/legal relativa ao campo dos investimentos e negócios de impacto.
  • Participação e influência na formulação de políticas públicas relativas aos investimentos e negócios de impacto.

COMO FUNCIONA

Para realizar seus objetivos, o GAS atua em diversas frentes:

  • Estímulo e apoio a iniciativas institucionais em prol dos INIs, em todos os níveis da federação
  • Sistematização e compartilhamento de conhecimentos e boas práticas institucionais no campo dos INIs
  • Coleta e disseminação de informações relevantes para o campo dos INIs
  • Visibilização e conexão entre atores do campo dos INIs
  • Gestão e mobilização de recursos para seu próprio funcionamento
  • A atuação nessas frentes é realizada por meio de grupos de trabalho focalizados, formados por integrantes do GAS que se voluntariam para conduzir projetos e iniciativas em cada uma delas.
  • Um Comitê Executivo, composto por cinco integrantes do GAS, é responsável pela gestão desses projetos e iniciativas, assim como pela representação externa do Grupo.

Grupo de Coordenação: Instância Deliberativa do GAS

A instância deliberativa do GAS é o Grupo de Coordenação, composto pelos:

 

  • Integrantes do Comitê Executivo,
  • Líderes de grupos de trabalho da Enimpacto que desejem participar do GAS,
  • Dois representantes de cada um dos coletivos subnacionais em prol dos investimentos e negócios de impacto que participam do GAS.

    Coletivos subnacionais em prol dos investimentos e negócios de impacto – ou, simplesmente, coletivos pró-INIs – são grupos, formais ou informais, que têm como objetivo articular pessoas e organizações em prol do fortalecimento institucional do ecossistema de investimentos e negócios de impacto em uma unidade da federação.

Os coletivos podem ser muito diversos, em vários aspectos:

Formalidade: podem ser informais (redes ou grupos organizados, mas sem constituição de uma pessoa jurídica), formais (pessoas jurídicas, como associações, por exemplo) ou oficiais (instituídos por lei ou decreto).

Abrangência: tipicamente, seu território é ao nível estadual ou municipal.

Composição e tamanho: podem ter número variável de integrantes e incluir diferentes perfis de pessoas e organizações, desde que, necessariamente, (i) inclua participantes públicos e privados e (ii) reúna um grupo representativo da diversidade dos atores que compõem o ecossistema de investimentos e negócios de impacto em seu território.

Funcionamento: cabe a cada coletivo definir o modo como se organiza e opera.

Além dessas duas instâncias de governança o GAS conta também com uma plenária, composta por todos seus integrantes.

Atenção!

Para participar do GAS e indicar representantes para seu Grupo de Coordenação, é necessário que o coletivo:

  1. Vise o fortalecimento institucional do ecossistema de investimentos e negócios de impacto.
  2. Esteja de acordo com o Manifesto do GAS, que deverá ser subscrito pelos representantes que o coletivo indicar para o Grupo de Coordenação. Inscreva-se aqui.

contato

Para mais informações, entre em contato com a Secretaria do Grupo de Articulação Pró-Simpacto através do email: secretariaprosimpacto@gmail.com

Sumário

Governo quer investir R$ 180 bilhões no ecossistema de impacto do Brasil em 10 anos

Meta do plano de trabalho da Estratégia Nacional de Economia de Impacto (Enimpacto) inclui alcançar

COMPARTILHE:

Coalizão Pelo Impacto dedica R$ 34 milhões para o fortalecimento de organizações sociais em todo território nacional

Iniciativa tem como objetivo expandir o fomento a negócios de impacto para além do eixo

COMPARTILHE:

Evento com foco na criação de projetos de impacto positivo oferece prêmios de até R$ 15 mil

O CriaBrasil 2023 é um evento com diversas atrações e ações interativas que unem cultura,

COMPARTILHE:

plugins premium WordPress